Siga-nos

Construção Civil

Umidade que sobe na parede, como resolver

Publicado

em

Umidade na Parede

Foto: Reprodução Fibra Construtora

A umidade na parede é um problema frequente nas construções. Identificar a origem do problema é o primeiro passo para corrigi-lo de forma eficiente. Assim, é sempre importante realizar um diagnóstico do que pode estar por trás dessa umidade, pois essa é uma situação que causa incômodo para muitas pessoas. Afinal, ela pode causar diversos outros inconvenientes, como o aparecimento de mofo e bolor, ocasionar problemas respiratórios, estragar roupas e móveis, além de afetar o reboco e a pintura. De modo geral, são causadas por falta de ventilação e insolação, geralmente se caracteriza por manchas de bolor, por vezes na totalidade da parede, ou mesmo em todas as paredes do ambiente.

Os cuidados para prevenir esse tipo de problema devem começar no projeto, ambientes com pouca ventilação e insolação, têm uma propensão maior para apresentar umidade. Deve haver um posicionamento e dimensionamento corretos de cada abertura para que cada cômodo receba ventilação suficiente.

Conforme as diferentes causas, há diferente tipos de umidade que podem surgir na construção. A umidade por infiltração, como o próprio nome indica, apresenta vazamentos ou entradas de água que vêm de ambientes externos, encanamentos ou áreas úmidas, como banheiros e cozinhas. Essa é a principal origem de problemas como o comprometimento da pintura e das estruturas da obra.

Umidade na Parede
Foto: Reprodução Triider

Outro tipo comum de umidade é a condensação do vapor de água nos ambientes, que é especialmente comum em áreas próximas a janelas ou áreas frias, com pouco sol e umidade elevada, como banheiros. Nesse caso, as manchas costumam aparecer em forma circular, prejudicando a superfície da parede e promovendo o desenvolvimento de mofo na região.

Em Barreiras, é bem comum observar a umidade proveniente de infiltração, que afeta o interior das construções pelas paredes. As causas podem ser defeitos no encanamento, isolamento ineficaz ou inexistente em casas adjacentes ou falta de impermeabilização nas áreas úmidas.

A partir da detecção da causa e do tipo de umidade, é muito mais simples aplicar a melhor solução, que deve, primeiramente, resolver a origem do problema, seja uma infiltração, um vazamento, ou a falta de ventilação adequada no ambiente. Afinal, uma solução superficial funciona apenas temporariamente. Após esse processo, os próximos passos são limpar a região para eliminar e prevenir o mofo, realizar a correta impermeabilização na área e refazer os acabamentos da parede. Especialmente para as áreas externas e úmidas, usar revestimentos apropriados é a melhor opção, garantindo maior proteção e durabilidade.

Manchas na parte inferior das paredes, com umidade e bolhas na pintura, principalmente quando surge em paredes internas, estão diretamente relacionadas a impermeabilização das estruturas de fundação, em especial as vigas baldrame. Porém, quando a umidade surge na parte superior das paredes, o mais comum é que o problema esteja na cobertura ou nas calhas, que podem estar sujas ou mau dimensionadas.

Nestes casos é necessário identificar primeiro qual a causa do problema, se for apenas uma telha quebrada, basta substituir, no caso das calhas, quando mau dimensionadas, é necessário trocar. Solucionada a causa da umidade, as manchas e bolor são removidos com a retirada da pintura e aplicação de uma nova camada.

É importante destacar que a umidade interna geralmente está relacionada com a ventilação inadequada dos ambientes. O excesso de vapor gerado principalmente em cômodos como cozinha e banheiro é o principal responsável pela umidade. Nesses casos, proporcionar uma ventilação melhor ao ambiente já é suficiente para resolver o problema.

Para evitar esse tipo de problema na construção, é importante que durante a construção de um imóvel sejam planejadas ações preventivas para esse tipo de situação. O profissional responsável deve propor soluções capazes de evitar quaisquer tipos de risco para a estrutura da obra.

Existem diversas práticas arquitetônicas e estruturais que podem ser propostas de forma que o imóvel não venha a sofrer futuramente com problemas de umidade na parede. Para evitar esse tipo de umidade, no caso de um imóvel ainda em construção, a solução é a utilização de blocos de baixo potencial de movimentação interna. Com isso evita-se o surgimento de fissuras na estrutura.

Umidade na Parede
Foto: Reprodução Blok    

Outra solução possível é a projeção de ressaltos e molduras que auxiliarão a impedir a formação de lâminas de água na fachada.

Portanto, é importante observar que se a umidade na parede surgir em um imóvel já pronto a solução é investir em tintas impermeabilizantes. Dessa forma, irá se formar uma película impermeável sobre a superfície externa das paredes. Quando a obra está concluída e surge esse problema, a solução é a retirada da pintura danificada, em casos extremos, retira-se também parte do reboco para aplicação de produto impermeabilizante diretamente na parede. O Produto deve ser aplicado de ambos os lados da parede, em várias demãos intercaladas, para posteriormente receberem nova pintura.

Fala Barreiras