Siga-nos

Construção Civil

5 erros comuns que podem ser evitados durante a reforma

Quando alguém compra um apartamento, uma casa ou escritório para seu empreendimento, a primeira coisa que é realizada é uma reforma, para deixar o espaço mais personalizado ou corrigir problemas anteriores…

Publicado

em

Reforma

Imagem meramente ilustrativa | Foto: Reprodução Freepik

Entretanto, reformas podem causar dores de cabeça quando mal planejadas, pois são processos complexos que às vezes envolvem uma equipe de pessoas para desenvolver diversas atividades, como pedreiros, eletricistas, entre outros.  

Planejar é a palavra-chave para o sucesso de qualquer coisa, tudo o que é bem elaborado vinga e traz resultados positivos, como uma paver calçadas.

O planejamento é uma atividade centrada em identificar etapas que precisam ser cumpridas para atingir a meta. 

Além disso, com o planejamento é possível identificar quais mudanças e obstáculos antecipar e quais as oportunidades para alcançar os resultados esperados.  

O planejamento é uma técnica que pode ser aplicada em todos os campos da vida, principalmente quando o quesito é uma reforma, onde uma análise cuidadosa dos recursos deve ser feita, principalmente, quando falamos de pequenas empresas. 

Para reformar um espaço pode ser necessário um investimento de milhares de reais, portanto, deve-se pensar bem aonde colocar esse dinheiro. 

Por meio de um pré-orçamento é possível, inclusive, realizar uma cotação de locais mais baratos. 

Projetos de reformas domésticas ou do local de trabalho, como escritórios, fábricas, lojas e para conservação de condomínio podem prejudicar o seu orçamento caso sejam realizados de maneira incorreta. 

Qual a importância do planejamento antes da reforma? 

Planejar uma reforma minuciosa é importante para evitar frustrações e para trazer uma série de vantagens. 

Abaixo segue uma lista de vantagens ocasionadas por tirar um tempo para planejar sua reforma: 

  • Redução de gastos; 
  • Contratação dos melhores prestadores de serviços; 
  • Compra dos melhores e mais modernos materiais; 
  • Evita retrabalho;
  • Evita frustrações. 

Essas vantagens com certeza fazem qualquer um pensar em se dedicar para planejar bem sua reforma, pois com tempo, é possível obter tudo da melhor qualidade, como materiais e prestadores de serviços, como pedreiros, eletricistas, azulejistas, entre outros.

Um bom planejamento serve como um corrimão para o indivíduo, guiando-o por momentos difíceis para que ele possa fazer as melhores escolhas. 

Os 5 principais erros que devem ser evitados em reformas  

Com um bom planejamento diversos erros podem ser evitados durante uma reforma, trazendo para a pessoa uma economia de tempo e dinheiro significativa. 

Abaixo segue uma lista dos principais erros cometidos quando não planejamos a reforma: 

  • Calcular um orçamento irrealista; 
  • Prezar pela aparência ao invés da utilidade e conforto; 
  • Contratar profissionais ruins;
  • Não consultar profissionais;
  • Comprar materiais baratos demais.

Todos esses erros podem ser evitados quando se coloca as ideias no papel. No próximo subtítulo será abordado dicas para construir um bom planejamento. 

Dicas para desenvolver um bom planejamento de reforma 

Um plano de reforma depende do espaço que se deseja reformar, se é uma casa, loja, igreja, escritório, mas com essas dicas gerais é possível adaptar para cada caso específico. 

Dica 1: Coloque os planos no papel 

É possível fazer um planejamento só por pensamentos? Sim. Entretanto, colocar seus pensamentos no papel é o mais assertivo. 

Nesse momento tão importante da sua vida, dedique um tempo para criar planilhas, listas e utilize aplicativos que te auxilie em desenvolver uma boa reforma. 

Para dessa forma criar listas de materiais que precisa comprar e coisas que deseja mandar fazer, como armário de área de serviço planejado, uma cozinha planejada, entre outros. 

Para adquirir bons aplicativos de planejamento não é necessário gastar fortunas, o próprio Google oferece alguns de forma gratuita, como o Google Keep, um aplicativo simples de notas, criado em 2013. 

O Google Keep permite a criação de notas que podem ser sincronizadas pelo Google Drive, portanto, você pode compartilhar essas notas ou acessá-las pelo computador. É uma alternativa interessante para quando se tem ideias espontâneas.

Para o planejamento financeiro utilize planilhas do excel, outro aplicativo que a maioria das pessoas já possuem em seus computadores e utilizam no seu dia a dia. 

Caso você não tenha acesso ao excel, o Google também disponibiliza de forma gratuita um aplicativo de planilhas, o Google Sheets, que faz parte do grupo de aplicativos Editores de Documentos Google e está conectado com o Google Drive.

Inclusive, utilizar o Google Drive ou outro aplicativo de compartilhamento de conteúdo é uma ideia interessante para aqueles que estão fazendo reformas em conjunto, como sócios de empresas ou famílias, sem contar que fica salvo na nuvem. 

Reformas em conjuntos podem dar dores de cabeça quando as pessoas não estão alinhadas sobre as suas expectativas, por exemplo, às vezes uma pessoa quer instalar uma porta automática e a outra não, com as planilhas online o alinhamento é maior. 

Dica 2: Cote os preços e a qualidade 

Antes de realizar uma reforma dedique um bom tempo cotando o preço e qualidade de materiais e profissionais. 

Às vezes, quando as pessoas estão muito ansiosas para realizar uma tarefa, a coisa mais comum que fazem é fechar um acordo com a primeira oferta que lhe são oferecidas. 

Por exemplo, passar na primeira loja de materiais de construção e comprar todos os seus produtos de interesse ali.

Essa é uma prática extremamente errada, o ideal é visitar diversas lojas de materiais de construção, cotando o melhor preço de cada porta, janela de alumínio para sala

, azulejo, entre outros itens. 

Entretanto, não se deve olhar apenas o preço dos materiais, é necessário avaliar a qualidade. 

Portanto, consulte sempre um profissional que entende do assunto e busque indicações com seus conhecidos. 

Aliando o preço e a qualidade dos materiais de construção e de profissionais, às obras geradas pelas reformas terão resultados mais positivos e alinhados com o que se deseja. 

Dica 3: Faça você mesmo

Às vezes algumas atividades da reforma são simples e podem ser realizadas por você mesmo, por exemplo, pintar paredes, colocar papéis de parede, painéis, montar móveis. São inúmeras atividades possíveis e que podem gerar economia. 

Entretanto, para atividades mais complexas e que você não tenha conhecimentos e habilidades para a realização, como desenvolver uma cozinha ampla planejada, o ideal é contratar um profissional especialista no assunto. 

Às vezes é mais barato investir em profissionais do que ter retrabalho por fazer algo mal feito. Inclusive, o retrabalho é uma das coisas mais custosas em uma obra. 

Dica 4: Preze pela utilidade e pelo conforto

É natural do ser humano querer comprar itens bonitos, ignorando se aquilo será útil para o que é necessário. Por exemplo, comprar um sofá mais bonito ao invés de um sofá mais confortável, ou um azulejo brilhoso ao invés de um antiderrapante. 

De forma geral, pense primeiramente na utilidade de seus materiais de construção e móveis, dessa forma, evita-se comprar coisas desnecessárias. 

Inclusive, deixe os itens de decoração por último, para analisar se de fato está dentro do orçamento inicial planejado. 

Dica 5: Crie um orçamento com 20% de gastos extras

Ao criar o seu orçamento seja realista, coloque um valor teto com o quanto é possível gastar com cada um dos materiais.

Além disso, crie uma aba em sua planilha com 20% do valor destinado para gastos extras, como retrabalho, desperdícios de materiais, entre outros.

Dessa forma, evita-se frustrações com o valor final da obra, pois diversos imprevistos são passíveis de ocorrerem nesse momento. 

Por exemplo, azulejos, telhas e canos são fáceis de quebrar, então sempre tenha em mente que será gastado um pouco mais nesses itens. 

Porém, caso esse valor destinado para gastos extras não for utilizado, é possível convertê-lo em itens de decoração para o seu novo espaço ou até mesmo para contratar uma equipe de limpeza pós obra.

A parte da limpeza pós obra é com certeza uma tarefa que pode dar dor de cabeça, então se cabe em seu orçamento contratar uma equipe para a realização dessa tarefa, não pense duas vezes. 

Dica 6: Respeite a estrutura do espaço 

Se empolgar com uma reforma é algo comum, como comprar móveis grandes demais ou querer colocar itens demais em um cômodo, até mesmo tirar vigas, portas e janelas.

Entretanto, as reformas devem respeitar a estrutura do local, para que problemas maiores não ocorram, como danificar a estrutura do edifício ou comprar móveis que não cabem no espaço destinado a ele. 

Portanto, sempre consulte um profissional que entenda do assunto e faça medidas dos móveis que serão comprados. 

Considerações finais

Sendo assim, é possível planejar todas as áreas da vida, portanto, vale lembrar que as reformas não poderiam ficar de fora. 

Com essas dicas e apresentação de diversos erros que podem ser evitados com um bom planejamento, sua reforma ficará econômica e será bem-sucedida. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fala Barreiras