Siga-nos

Construção Civil

5 dicas para desenvolver um plano de manutenção preventiva

Publicado

em

manutenção

Ter um plano de manutenção preventiva é essencial para que uma boa gestão seja feita no setor de manutenção, o que ajuda também a aumentar os índices de confiabilidade dos ativos.

É preciso conhecer os cuidados necessários a se tomar ao criar planos de manutenção preventiva e conhecer os erros que podem ser cometidos nessa atividade.

O objetivo central de uma manutenção preventiva é garantir que os índices de disponibilidade e confiabilidade de equipamentos como uma máquina que faz revisão de carros Chevrolet sejam altos.

Para que se possa compreender um pouco mais a fundo sobre o tema em questão, este artigo explicará o que é um plano de manutenção preventiva.

Além disso, falará sobre a sua importância e, por fim, dará algumas dicas de como desenvolver um bom e completo plano de manutenção preventiva.

Entenda o que é um plano de manutenção preventiva

Em resumo, um plano de manutenção preventiva se caracteriza como um documento que contém cada uma das atividades de uma manutenção de prevenção, assim como:

  • A frequência que é feita;
  • O período que ela dura;
  • Onde se localiza o equipamento;
  • Materiais que devem ser usados para a atividade;
  • Pessoas responsáveis por executar essa atividade.

Esse plano deve ser como um roteiro que será o apoio dos profissionais envolvidos na manutenção, assim eles poderão realizar as tarefas de maneira padrão.

Isso garante que todo o processo tenha uma alta qualidade e que ele seja mais seguro, assim como deve ser a instalação e manutenção de portão eletronico, por exemplo.

As informações que devem estar nesse plano de prevenção devem instruir os profissionais de maneira intuitiva, sendo como uma base sólida para que eles tomem as melhores decisões.

Qualquer tarefa que venha a ser realizada dentro do setor responsável pela manutenção deve ser bem planejada, pois um bom planejamento ajuda a reduzir custos e aumenta o valor de indicadores importantes de contabilidade e disponibilidade.

Qual a importância de desenvolver um plano?

Além de qualquer coisa, é possível garantir que um plano de manutenção é importante, pois ele é o meio de garantir a segurança para quem está operando o equipamento usado em um hotel para cachorro.

Saber qual a hora certa de trocar uma peça de um equipamento pode ser essencial para evitar que acidentes de trabalho ocorram. Por isso, um serviço bem controlado e eficiente pode ajudar muito uma empresa, independentemente do segmento em que ela atua.

Além de ser essencial para manter os funcionários seguros, o plano de manutenção e prevenção é importante por uma série de outros motivos. E cada um deles deve ser levado em consideração, assim como a redução de custos com equipamentos ou outras questões.

Uma vez seguida a maneira correta de realizar as práticas de operação, a vida útil dos itens pode aumentar muito e as chances deles falharem ou pararem de funcionar antes do que devem diminuir muito.

Isso evita a necessidade da compra de novos itens ou da realização de um reparo de última hora que pode sair muito caro.

Parar serviços atrapalha muito o fluxo da empresa e faz com que gastos maiores sejam necessários, e por isso é tão importante realizar um plano de manutenção e segui-lo.

Quando ele estiver em mãos, a empresa que emite avcb condomínio residencial pode prever quando um componente vai precisar de reposição ou manutenção.

Assim o setor de compras pode se organizar melhor para ter um grande estoque da peça que a máquina produz ou contar com a ajuda de uma empresa terceirizada que os faça.

As vantagens que esse plano leva são muitas, já que planejar atividades que ajudam a aumentar a eficiência e ter um controle na qualidade das manutenções também é possível.

Além de fazer um planejamento de recursos muito melhor, os prazos de entrega dão otimizados e os processos padronizados, melhorando muitos aspectos de um negócio que faz caixa de acrílico 15×15, por exemplo.

Como desenvolver um plano como esse? 

Para desenvolver um bom plano de manutenção preventiva é necessário seguir algumas dicas essenciais, como as que serão apresentadas a seguir.

1. Levante informações

O primeiro passo é realizar um levantamento das máquinas em funcionamento, do histórico de troca de suas peças e de quantas atividades elas já realizaram.

Faça a mensuração das ocorrências que sempre são encontradas nesses equipamentos e os defeitos que eles apresentam a longo prazo.

Analise os aparelhos que não podem faltar no dia a dia, pois sem eles o ciclo produtivo de um negócio como uma retífica de virabrequim corsa preço cai.

Tudo isso ajuda a ter uma noção melhor de como está o estado de cada um dos equipamentos, e também a definir as prioridades técnicas e as máquinas que precisam ser avaliadas por possíveis problemas.

Ter informações sobre elas nos últimos doze meses é fundamental para saber quais as máquinas devem ser analisadas como mais prioridade.

2. Faça um checklist de manutenção

Ao realizar um checklist para a manutenção, será possível elaborar o melhor procedimento de verificação de como está o estado de cada um dos equipamentos.

Permitindo que cada um dos passos sejam dados para que as informações sobre os equipamentos fiquem guardadas de forma segura e que os procedimentos tenham o máximo de qualidade possível.

Esse checklist ajuda a criar também um plano de manutenção mundo mais sólido mesmo para máquinas em um bom funcionamento.

Os checklists mais comuns e conhecidos nesse meio são os de manutenção, segurança, elétrica e também o de lubrificação.

3. Verifique os valores

No próximo passo, é preciso realizar o orçamento de valores do plano, nele terá todos os gastos que a execução do projeto pede.

Nesse meio os materiais e as peças que devem ser usadas são adicionadas, assim como as contratações de novos profissionais que executarão tarefas de manutenção e de gestão.

A estrutura de custos da manutenção preventiva sempre seguirá uma ordem, que envolve saber a equipe necessária para relaxar as avaliações.

Além de saber os materiais necessários para reparar máquinas que precisam e os encargos trabalhistas, assim como os softwares usados.

A rentabilidade do projeto deve ser mantida para que todo o processo seja eficiente e também lucrativo para o negócio que constrói casas com sala planejada simples.

Análise sempre se a realidade financeira do negócio condiz com o processo, levando em conta os valores disponíveis para uso no setor de manutenção e prevenção.

4. Crie um cronograma

Depois de criar e ter o cronograma e o orçamento aprovado, é a hora de criar um planejamento para a sua realização.

Coloque nele a frequência com que cada manutenção e revisão deve ser realizada e divida isso pela quantidade de colaboradores que serão colocados.

Isso permite ter uma ideia da média de quantas vezes ao ano a revisão das máquinas deverá ser feita e de quantos colaboradores serão necessários para isso.

Até porque muitas empresas acabam usando os mesmos técnicos para realizar atividades de correção e também de prevenção.

Mas com um prazo curto para planejar e evitar problemas, a rotatividade dos colaboradores pode crescer muito. As visitas para itens que são muito usados devem ser maiores.

Com um bom plano de manutenção preventiva, os processos da empresa podem ficar muito mais eficientes e as manutenções e revisões mais fáceis.

5. Esteja de olho em cada atividade

Ter o controle de cada uma das atividades é de extrema importância para que elas sejam executadas da maneira correta.

Ao definir um padrão para a realização dos relatórios feitos em cada um dos checklists, o processo todo fica mais fácil e sua qualidade aumenta.

Não deixe de conversar com os funcionários que operam essas máquinas para saber mais sobre o que é preciso de atentar, até porque ninguém conhece mais os aparelhos do que eles.

Por isso, estar em contato com eles e ouvir o que eles têm a dizer como se estivesse em um atendimento médico domiciliar particular, assim como acompanhar sempre as suas atividades é essencial.

Considerações finais

O plano de manutenção preventiva é uma medida que traz muito mais segurança e muito mais qualidade de trabalho para os técnicos e colaboradores de um negócio.

Ele funciona como uma estratégia essencial para a edição de custos de operação de um negócio, seja lá qual for o seu segmento.

Ao aplicar um planejamento como esse, os gastos de manutenção e o programa de custos são estudados e analisados com muito mais precisão.

Por isso, um plano de manutenção preventiva é imprescindível para qualquer negócio que opere máquinas essenciais para seu funcionamento.

Ao usá-lo ,os equipamentos podem ter uma vida útil muito maior e as suas performances serão melhores.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fala Barreiras