Siga-nos

Agro

O potencial da fronteira agrícola do MATOPIBA foi o ponto de partida das discussões na Bahia Farm Show

Publicado

em

Viviane Cruz | Ascom Seagri

Forum-apresenta-os-avancos-e-as-dificuldades-para-o-desenvolvimento-do-Matopiba-01O Fórum “MATOPIBA: potencialidades e desafios” foi um dos destaques do primeiro dia da Bahia Farm Show 2016, em Luis Eduardo Magalhães, região oeste do Estado. Junção dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, o MATOPIBA é a última fronteira agrícola em expansão do mundo. O secretário da Agricultura, Vitor Bonfim, representou a Bahia nas discussões e falou sobre algumas políticas e ações empreendidas pelo governo do Estado, em prol do desenvolvimento da região. O Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão – FUNDEAGRO; o Programa para o Desenvolvimento da Agropecuária – PRODEAGRO, e o fortalecimento da defesa fitossanitária, foram algumas das ações, já executadas, abordadas pelo secretário no Fórum.

“O Estado tem feito todo esforço para manter a agropecuária baiana livre de diversas pragas e doenças. Tivemos o caso recente da Helicoverpa Armígera, lagarta que acometeu notadamente as lavouras de grãos do oeste, e a Seagri lutou para que fosse liberado o uso do defensivo benzoato de emamectina, auxiliando no combate da praga. O fortalecimento da defesa fitossanitária garante ao produtor segurança para investir e atrai a atenção de empresários de fora para as terras baianas”, destacou o secretário da Agricultura. A Secretaria da Agricultura (Seagri), através da Agência de Defesa Agropecuária (Adab), busca o reconhecimento de Zona Livre de Peste Suína Clássica, concedido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). “Momento oportuno, já que, ainda na região oeste, no município de Barra, está prevista a instalação de um abatedouro de suínos, estrategicamente localizado na região com tradição na produção de grãos”, completou Bonfim.

De acordo com o secretário o governo da Bahia vem buscando alternativ as para seguir investindo no desenvolvimento do Estado. “Foi aprovada no Congresso a nova meta fiscal, proposta que prevê déficit de mais de R$170 bilhões. Diante dessa crise fiscal, já que alguns projetos do governo Estadual dependem dos incentivos federais, para garantir continuidade dos investimentos, o governador Rui Costa foi à China, em busca de parcerias para conclusão das obras da Ferrovia Oeste-Leste e construção do Porto Sul. Esses equipamentos vão solucionar os problemas de logística da produção da região”, disse. Duas missões chinesas já estiveram no Estado, visitando todo o trecho da ferrovia. Uma delas ainda está na Bahia, e sinalizou a intenção de assinar, ainda este ano, contrato para conclusão da ferrovia e construção do Porto Sul.

Já estão previstos os investimentos, oriundos de recursos dos bancos Mundial e Europeu, para recuperação das rodovias no oeste, para amenizar os problemas com escoamento da produção. O governo também está reestruturando os programas de Desenvolvimento Industrial e de Integração Econômica (DESENVOLVE) e de Promoção do Desenvolvimento da Bahia (PROBAHIA), de incentivo a instalação de novos empreendimentos industriais ou agroindustriais e/ou expansão, reativação ou modernização dos já instalados, e o aumento de capacitação tecnológica. Os programas podem beneficiar empresas da região, inclusive as que compõem o Distrito Industrial situado no município de Barreiras.

Sobre a viabilidade da água para irrigação na região, o secretário falou sobre o plano das bacias, e do esforço do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), que vem intensificando estudos no sentido de implementar os instrumentos da política de recursos hídricos, de modo a garantir os usos múltiplos de forma racional e sustentável.

Também fizeram parte do Fórum o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato; o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), João Carlos Jacobsen Rodrigues; o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Celestino Zanella; o chefe do setor de Pesquisa e Desenvolvimento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o ex-secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura, André Nassar. Entre os assuntos discutidos destacam-se também o acesso ao crédito rural e irrigação.

A abertura da feira
Durante a abertura oficial da 12ª edição da Bahia Farm Show, que aconteceu na manhã desta terça-feira (24), produtores da região receberam certificados de inclusão do Proalba, que este ano tem recursos previstos de R$ 10 milhões. O Proalba – Política do governo do Estado Programa de Incentivo à Cultura do Algodão – concede redução de até 50% do ICMS sobre o valor da comercialização do algodão em pluma no mercado interno.

“O oeste baiano é uma das regiões de maior importância para o desenvolvimento agrícola do país. Diante das dificuldades econômicas e políticas, temos levado o potencial dos produtores da Bahia para o mundo. E sigo empenhado em ampliar a infraestrutura para melhorar as condições de escoamento do que produzimos na região”, declarou o governador do Estado, Rui Costa.

O presidente da AIBA chamou a atenção para a importância do Grupamento Aéreo especializado que já está sendo construído em Barreiras pelo governo do Estado, e vai oferecer apoio à segurança na região. A Bahia Farm Show vai até o dia 28 de maio, funcionando das 9h às 19h. A feira é uma realização da AIBA e da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), com o apoio dos governos Estadual e Federal, e demais parceiros.

Barreiras Notícias - Fala Barreiras