Siga-nos

Agro

Entenda como startups levam sustentabilidade para o agronegócio

Publicado

em

agronegócio

No agronegócio, de acordo com o Agro Bayer, o principal efeito imediato de startups nessa área é a otimização de processos e crescimento da produtividade, pois o foco é gerar muito mais e com menos recursos. Afinal, as empresas querem ter resultados gastando menos.

Sabe-se que uma empresa sempre preza por ter muitos resultados. Não é diferente com um negócio de software restaurante comanda eletrônica, o foco é sempre vender mais esse software para mais restaurantes, ajustar e continuar obtendo lucros que sejam grandes.

As práticas de sustentabilidade ligadas ao agronegócio englobam tarefas de preservação ambiental em atividades agrícolas e também na implantação das novas tecnologias e metodologias sustentáveis nas atividades do campo para que tudo ocorra bem.

E as startups podem ajudar com isso, pois a preservação do ambiente é um tema essencial até para uma empresa de conserto de tela de notebook Samsung, afinal, as peças que elas usam devem ser descartadas com cuidado e muita consciência.

Nesse cenário, a sustentabilidade no setor agrícola tem como foco gerar alimentos de ótima qualidade, dar proteção à biodiversidade e fazer uso de adubos naturais, assim como outros elementos importantes. Porém, sempre tomando cuidado para não prejudicar a natureza.

Como fazem os moradores de uma casa que usa torneira Kohler banheiro, sempre que vão utilizar a água da torneira, os moradores usam com a consciência de que prezar pela sustentabilidade é um dos pilares da humanidade hoje, para salvar o planeta Terra.

A sustentabilidade no agronegócio, atualmente, não é mais só um diferencial competitivo, é uma regra de mercado, uma vez que cada vez mais países regulamentam essa necessidade.

Muitas vezes, os peritos vão verificar o andamento de tudo e, com isso, eles vão fazer um laudo, como se fosse um laudo de periculosidade eletricista e indicar ali se os produtores estão de acordo com as leis.

Mas, de qualquer modo, sabe-se que os produtores brasileiros têm procurado variar o mercado, otimizar a qualidade dos produtos, usar bem a capacidade instalada, além de ter formas de usar tecnologias para melhorar a rentabilidade e diminuir os custos operacionais.

Para isso, é essencial entender as práticas sustentáveis na agricultura. As entidades sempre desejam aprimorar os processos, e uma empresa que trabalha com operador de empilhadeira grande porte também não iria dispensar a oportunidade de fazer isso.

A sustentabilidade necessita ser ativa, pois esse requisito já faz parte das exigências dos clientes. Nesse contexto, também é necessário ter uma visão estratégica para além do que for unilateral, pois a sustentabilidade trazida por startups ajuda com a melhora financeira.

Conceito de sustentabilidade no agronegócio

Primeiramente, pode-se falar que a sustentabilidade e o meio ambiente têm sido os assuntos centrais do agronegócio em todos esses últimos anos.

Diversos profissionais da área como agricultores, agrônomos e estudiosos têm buscado processos de produção agrícola que devam unir os pilares que guiam a sustentabilidade, além de dar um bom nível de produção agrícola e o lucro para todos os produtores.

Desse modo, o agronegócio investiu na modernização e como consequência, estimulou o investimento em estudos no setor. Além disso, impulsionou a implementação de tecnologias mais sustentáveis, visando aumentar a produtividade e o lucro financeiro.

Assim, ao implementar essas e outras atividades tornaram possível o fornecimento de produtos de maior qualidade e mais confiança ao consumidor.

A importância da sustentabilidade no agronegócio

O Brasil é um país fortemente movido pela agricultura, que é responsável por boa parte do PIB nacional.

No entanto, com o grande cultivo de monoculturas e práticas usadas pela grande maioria dos que movimentam a área, a tendência é que o solo se torne totalmente infértil.

O Brasil está entre os países que mais usam pesticidas químicos nos seus cultivos, o que é ruim para a saúde do solo ao passar do tempo. Afinal, pode-se ocasionar um grande esgotamento dos elementos naturais do mesmo.

Justamente por isso, ao longo prazo, o cultivo de monoculturas é muito prejudicial para o desenvolvimento financeiro do país. Isso porque, com o solo esgotado, é necessaŕio lidar com a redução da produtividade de uma certa região.

Além disso, em diversas regiões brasileiras ainda há a prática de trabalho infantil no campo e pagamento de salários baixíssimo para os camponeses.

Tudo isso tende a variar quando esses agricultores se atentam para a grande realidade da agricultura sustentável.

Quando se pensa em agricultura sustentável, o cuidado não se limita à qualidade do solo. Quem trabalha com esse formato de agricultura distribui bem a renda de forma muito mais igualitária que qualquer outro ramo.

E isso é fundamental para o maior desenvolvimento econômico do país. Quando os trabalhadores do campo têm acesso a trabalho correto e renda justa, toda a área passa por uma total mudança.

Tendo em vista que esses salários mais justos fazem com que o dinheiro circule em uma região, produzindo emprego e renda de forma indireta.

É um setor em desenvolvimento

A agricultura sustentável é uma prática que precisa ser implementada aos poucos no Brasil. Uma vez que é uma real ruptura com os formatos clássicos de agricultura.

Por isso mesmo é fundamental que cada profissional do setor tenha tempo suficiente para que possa se acostumar e implementar medidas da agricultura sustentável em toda a sua produção.

É uma transformação positiva

Muito embora ainda não tenha sido uma técnica implementada em grande escala, a agricultura sustentável deve ser vista como uma variação em curso.

A adoção desse método de cultivo tende a acontecer em grande escala ao longo dos próximos anos. Sendo uma mudança exigida para que o país continue sendo abastecido com os bons produtos do campo e a exportação nacional continue alcançando os recordes.

Como as startups levam sustentabilidade?

Em menos de um ano, o número de startups no Brasil com foco no agronegócio cresceu em 40%. As startups são negócios tecnológicos que cresceram com serviços e soluções inovadoras.

A maioria das startups começam com poucos recursos e localizadas em locais como salas individuais coworking e, com o tempo, elas acabam se tornando grandes no mercado.

No agro, elas carregam o nome de AgTechs e oferecem várias tecnologias para ajudar o produtor em seus problemas no campo e impulsionar uma maior competitividade do agronegócio.

São mais de 1.500 agtechs registrados no último Radar AgTech, uma grande parte voltada para soluções com o viés da sustentabilidade, para efeitos imediatos na melhora e otimização de processos e crescimento da produtividade.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 85% dos pequenos e médios produtores já implementaram tecnologias que ajudam na gestão das lavouras.

O que faz que a transformação digital no campo agrícola seja uma grande tendência e essencial para de fato suprir as demandas por alimentos.

Representantes da Bayer dizem que a maior vantagem de trabalhar com startups é a chance de analisar o impacto do valor produzido pela solução tecnológica antes de ser aplicada em grande escala.

Nesse cenário, as AgTechs são um enorme estímulo à agricultura digital e têm uma função primordial para aprimorar os processos de inovação no campo.

O produtor está usando a tecnologia do plantio à colheita, o que produz avanços que transformam totalmente o campo, aumenta a produção e diminui os custos e riscos.

Todas essas companhias inovadoras mudaram e continuam mudando o perfil do produtor brasileiro, que atualmente pode ser chamado de digital.

Principais práticas sustentáveis

Serão destacadas, a seguir, todas as principais práticas sustentáveis na agricultura. Cada uma delas é essencial para a sustentabilidade.

  • O bom manejo de pastos;
  • Adubação;
  • Gestão das queimadas;
  • O descarte correto de embalagens.

Essas são as principais práticas que devem ser implementadas para ajustar a sustentabilidade e cada uma delas tem o seu aspecto essencial, tornando-se indispensáveis.

Assim como a prática de usar uniforme operacional segurança tem todo um propósito importante para os trabalhadores.

Considerações finais

Como visto, algumas práticas necessitam ser adotadas, pois assim tornam possível a sustentabilidade no agronegócio. Uma delas é o uso de técnicas que vão evitar a poluição da água, do ar e do solo, e assim por diante.

Sendo assim, as startups chegaram para auxiliar com essas melhorias. Existe startup que ajude até a achar vistoria veicular mais próximo, com as suas soluções voltadas à melhoria de dados e diversos outros aspectos.

O agronegócio tem se tornado cada vez mais digitalizado e tecnológico. As startups chegaram para ajudar com essa tarefa da melhor maneira possível e elas têm feito muito bem, tanto é que os desperdícios têm sido cada vez mais evitados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fala Barreiras